• Luiza Carvalho

Reflexões sobre 2017 e o que espero para 2018

Atualizado: 26 de Dez de 2019


2017: eis o ano que me atropelou.

Eu não poderia começar este post sem dizer isso. Deveria, inclusive, ser em letras garrafais. Que ano intenso, que ano louco! Ao parar para pensar e para fazer minhas reflexões pessoais, olho para trás e simplesmente vejo hoje outra Luiza, diferente da que começou o ano. Entre acontecimentos positivos e negativos, o saldo final na balança foi surpreendentemente transformador, pois todas as peças se encaixaram sutilmente para formar propósitos maiores.

Parece que 2017 passou em um piscar de olhos. Mas, ao mesmo tempo em que voou, aconteceram tantas coisas gigantes! Mas o que mudou, afinal? Sabe, não sei nem como começar. O início de 2017 era um imenso ponto de interrogação. Profissionalmente passei por momentos incertos e angústias que eu desconhecia, por isso não foi um começo de ano legal. Acabei retornando ao mesmo local de trabalho, e aí sim o ano parecia de fato começar pra mim.

Trabalhar com o que gostamos é maravilhoso. E 2017 me ensinou tanto! As experiências e oportunidades dobraram as responsabilidades e meu coração palpitava a cada passo. Sou uma pessoa muito ansiosa, e claro que sofri por isso. Escorreguei? Sim. Aprendi incansavelmente. Conquistei coisas boas e graças a Deus cresci, em todos os sentidos. Me vi perdendo a tal "zona de conforto", e adivinha? Deu muito medo. Mas aos poucos, diante do que era desconhecido, aprendi a me descobrir e me colocar diante de cada situação. Conheci pessoas, fiz amizades, fiz network. Cada situação, por mais que na hora eu não entendesse, foi necessária e hoje tenho consciência disso.

Na vida pessoal, 2017 foi indescritível e intenso. Conquistei sonhos e atingi metas dando passos compartilhados com as pessoas que amo. Comecei minha pós-graduação. Fiquei noiva! Um pedido de casamento aos pés do Cristo Redentor, um momento inesquecível daqueles para contar pros netos. Também risquei da listinha de sonhos estar no Rock in Rio, vi Maroon 5, Shawn Mendes e Fergie em uma noite tão incrível que já não vejo a hora de viver isso de novo! E vivi tantos outros momentos legais, que eu ficaria horas escrevendo por aqui.

2017 foi um ano muito, muito, muito especial. Nem todos os momentos foram fáceis, mas é bem melhor focar no que foi positivo, não é mesmo? E diante de tudo que vivi, eu posso afirmar sem pensar duas vezes: que ano FODA. Aprendi, caí e levantei, conquistei objetivos, vivi sonhos, cresci, superei dificuldades, saí da zona de conforto. E o saldo disso tudo é uma Luiza com muito mais maturidade e auto conhecimento.

E o que esperar de 2018?

Não, você não vai ver aqui uma listinha de metas.

Claro que tenho objetivos em mente, que quero conquistar sonhos e que não vou medir esforços para me dedicar às coisas que quero para minha vida, em todos os sentidos. Traçar uma lista de metas é algo positivo, desde que você não fique de braços cruzados esperando as coisas caírem do céu.

Para 2018, o que espero é que a vida nos surpreenda. Que o universo nos traga energias boas e que conspire a favor de nossos sonhos, e que a gente tenha garra para correr atrás do que queremos. Que a gente aprenda a ser mais grato pelo que já temos e pelo que somos. Que também tenhamos consciência do poder de nosso voto, e que possamos eleger representantes mais dignos para o nosso país. E que a gente aprenda com as dificuldades e ensinamentos da vida, fazendo dos problemas um degrau para nos melhorar.

Que seu 2018 seja incrível, e que no fim deste ano a gente possa olhar pra trás e se orgulhar.

E obrigada por acessar meu blog! Nos vemos por aqui.

<3

#Textospessoais

58 visualizações