• Luiza Carvalho

A experiência de ir ao Rock in Rio - Opiniões e dicas

Atualizado: 13 de Dez de 2019


Oi geeeente!

Não adianta: eu falo que quero voltar a postar com frequência, mas a rotina continua engolindo meu tempo. Então, começo esse post com um pedido de desculpas. Fiz até um post certa vez dizendo que voltei, que ia tentar me dedicar mais às postagens daqui. E ainda não fluiu... Mas não vou desistir do blog! Obrigada a você que está lendo! <3

Hoje quero contar uma das experiências mais maravilhosas de 2017 em ritmo de #tbt: eu realizei o sonho de ir ao Rock in Rio!! Ah, como eu esperei esse dia! Foram meses e meses em contagem regressiva, com planejamentos e economizando muito para viver essa experiência da melhor forma possível. E foi MARAVILHOSO! O dia escolhido foi 16 de setembro: no Palco Mundo tivemos Skank, Shawn Mendes, Fergie e Maroon 5. Então vou contar minha experiência em tópicos neste post, pois a ideia é dar minhas dicas a quem também tem vontade de ir no festival :D Se você vai em 2019 e é a primeira vez, se liga neste post!

PS: se você não quiser ler tudo (porque ficou grande kkkk), pule para o último tópico que coloquei um resumão das dicas úteis!

COMPRA DO INGRESSO

Minha primeira motivação para ir ao Rock in Rio 2017 foi a confirmação do Red Hot Chilli Peppers no dia 24. Não pensei duas vezes! No fim não deu certo ir no dia deles, por motivos pessoais, mas mesmo assim valeu muito a pena. Calma RHCP, um dia ainda vai rolar!

Me programei para comprar o Rock in Rio Card, que é um card que garante seu ingresso e a escolha do dia antes mesmo das vendas oficiais serem liberadas. Comprei em NOVEMBRO de 2016! E esse ano, adivinha: esgotou em duas horas. Em 2017, quando comprei, fiquei a tarde toda com o site já aberto, pois as vendas começavam às 19h e o sistema cria uma fila eletrônica. Às 19h10, mais ou menos, fui direcionada para a tela de compra. Foi bem mais fácil do que imaginei, visto que muita gente tem problemas e não consegue comprar a tempo. Esgota muito rápido, e isso vale tanto para o Card quanto para o ingresso normal.

Dica para comprar: além de abrir o site mais cedo, fique com todos os seus documentos em mãos. Se tiver meia entrada, será preciso colocar o número da carteirinha nacional de estudante! Ah, só uma meia POR CPF! Outra dica é ver o banco oficial, caso estejam oferecendo desconto. Neste caso, as compras nos cartões Itaú tinham 15% de desconto, como para a próxima edição. Você ainda terá o frete na conta, caso queira receber as pulseiras na sua casa - e vale a pena, pois a retirada de ingressos no dia foi demorada e com filas que chegaram a 3 horas.

PLANEJAMENTO

Como compramos os ingressos com muita antecedência, eis que iniciamos a saga de vigiar na internet os melhores preços para transporte e hospedagem. E aqui a dica é: tenha paciência! Tem que ficar sempre atento às promoções e aproveitar os preços baixos. Quanto a hotel, vale a pena verificar a localização e a distância até o local do evento, e se há estação de metrô próximo. Isso é extremamente útil!

Nossa hospedagem foi no Augusto's Rio Copa Hotel. Tem metrô a 4 quarteirões, praia quase do lado e em uma área relativamente segura do Rio. Amei a localização e a estrutura do Hotel, sem falar no excelente atendimento. Super recomendo!

Ô Ô Ô ROCK IN RIO

16 de setembro de 2017 talvez tenha sido o dia mais esperado do ano. Foi tanta ansiedade, que cheguei a passar mal no decorrer da semana por nervosismo.

A correria mesmo começou na sexta-feira: além de deixar todas as coisas do trabalho encaminhadas, pois eu faltaria na segunda, eu ainda tinha que terminar a mala e ir para Uberlândia. O voo era na madrugada de sábado. Entre aviões e conexões, cheguei no Rio dia 16 por volta do meio dia. Fiquei por lá até 14h esperando o noivo desembarcar (até então namorado, me pediu em casamento na viagem <3), para irmos correndo para o hotel.

Uber, check in, correria para trocar de roupa e enfim fomos pegar o metrô e BRT para chegar ao Parque Olímpico. Nossa Luiza, mas cês foram de metrô? Siiim, e foi tudo muito tranquilo! Por isso vale a pena pesquisar a localização dos hotéis: ficamos a 4 quarteirões do metrô e o caminho era bem movimentado, sem perigo. Fomos até a última estação próxima, que era a Jardim Oceânico, e descendo já tinha uma estação de BRT com ônibus de linha exclusiva ao Rock in Rio, sem paradas. A ida foi tranquilíssima!

Saímos do hotel quase 16h, e chegamos ao Parque Olímpico por volta das 17h. E aí foi só alegria! Hahahah

Para entrar no Rock in Rio as filas não foram demoradas, pois tinham muitos portões. Para quem tinha passagem do BRT, a organização já preparou uma área em que a gente pagava a passagem de volta com o Rio Card e colocava uma pulseira específica no braço. Ou seja, na volta bastava mostrar a pulseira para acessar a estação. Achei bem prático.

Dica sobre o transporte: a não ser que você compre o serviço Primeira Classe do Rock in Rio, que são ônibus executivos que te pegam na ida e na volta, nem pense em ir de táxi ou Uber. Foca no Metrô + BRT, pois a logística funcionou muito bem. Na volta enfrentamos um tumulto, confesso, pois era muita gente saindo ao mesmo tempo. Mas no fim tudo fluiu muito bem. Não se preocupem, é só tomar cuidado e não dar bobeira com objetos pessoais de valor em lugar nenhum. Ah, e compre as passagens com antecedência! Você pode comprar o cartão do RioCard no aeroporto ou na rodoviária, assim que chegar.

Ainda antes de entrar mesmo, passamos por uma fila para a revista. Muuuita atenção aos objetos que não são permitidos! Apesar de serem todos revistados, muita gente ainda conseguiu entrar com coisas proibidas, of course. Tipo o pau de selfie.

E pronto, ufa! Entramos!

É TUDO LINDO!

Sim, o Rock in Rio superou todas as minhas expectativas. É tudo muito maravilhoso e emocionante! VALE A PENA CADA CENTAVO! Na hora que chegamos decidimos ir comer, e compramos um combo no Bobs. Nos sentamos debaixo da roda gigante e, enquanto comia, eu ficava olhando em volta emocionada com o quanto aquilo tudo era lindo. Sem contar na hora que encontrei com as minhas amigas, a Gabi, a Ju e a Isabella. Melhor coisa é estar com pessoas que a gente gosta!

Um dos momentos que me deixou arrepiada foi quando começou o show pirotécnico que anunciava o início da programação no Palco Mundo. Os fogos de artifício coloriam o céu no ritmo da música, que já era o mesmo ritmo que meu coração pulava! Liguei pra minha mãe sem acreditar que eu estava ali, e chorei pra caramba de emoção. E não, não pense que sou exagerada... essa foi a primeira vez que fui em um Festival desse porte. Um sonho que desejei muito! Chorei, pulei, gritei e aproveitei cada instante maravilhoso dessa experiência. FOI LINDO, LINDO, LINDO!

UM ARREPENDIMENTO

Uma das únicas coisas que me arrependi, e que em uma próxima vez farei diferente, é que fui para o Rio no mesmo dia do Festival e acabei chegando tarde. Chegamos no hotel por volta de 14h, o mesmo horário da abertura dos portões da Cidade do Rock. Sim, eu me arrependi.

Minha dica para você, então, é se programar para chegar pelo menos um dia antes no Rio. E que vale a pena SIM chegar cedo e entrar quando abrirem os portões, pois lá dentro tem muita coisa legal e pelo horário que cheguei não consegui andar nada. Não vi a calçada do Rock, não vi os outros palcos além do palco Mundo, não andei no Rock Street Africa, não consegui ir nos brinquedos, não fui na área de games... e da próxima quero chegar cedo para aproveitar bem mais!

No final dos shows do Palco Mundo era tanta dor na perna, que a única coisa que a gente queria era água e ir embora. A não ser que você tome uns energéticos e não fique muito tempo de pé, no final não dá para pensar em andar no parque. Sério!

* RESUMÃO DAS DICAS *

Se você chegou até aqui e não leu o post inteiro, tá perdoado. Porque eu sei que ficou grande hahahaha

Bora para um resumão das minhas dicas:

- Compra: No dia da abertura das vendas deixe o site aberto no seu computador o quanto antes você conseguir, pois o sistema cria uma "fila". Fique com todos os documentos em mãos para agilizar. E vale a pena pedir para receber a pulseira em casa, pois a retirada no local é demorada.

- Garantindo o seu ingresso, vale a pena vigiar promoções de transporte e hospedagem na internet. Olhe sempre! Conseguimos hotel com preço promocional muito bom e localização maravilhosa.

- Hotel: não escolha somente pelo preço, pois a localização é muito importante! Não precisa ser perto do Rock in Rio, mas é essencial verificar se tem estação de Metrô ou BRT próximo. Isso vai te facilitar muito.

- Transporte: a não ser que você compre o serviço Primeira Classe, oferecido pelo próprio Rock in Rio, não é recomendado ir de taxi ou Uber pois eles param bem longe da entrada. Realmente vale a pena se planejar para ir de Metrô e BRT. E compre o RioCard com antecedência para evitar fila: tem guichês no aeroporto e rodoviária.

- Vá confortável: essa dica parece óbvia, né? Mas vale a pena citar. A melhor coisa foi ter ido de tênis, e mesmo assim fiquei com muita dor no pé. Vá o mais confortável que você conseguir.

- Segurança: vale a pena levar uma bolsa ou mochila para carregar suas coisas, mas não dê bobeira em lugar nenhum. Não deixe mochila nas costas no meio do povão, não deixe celular e carteira no bolso, ou qualquer coisa de valor que chame atenção demais. Não vi nenhum roubo perto de mim, mas vi relatos. Então não custa nada tomar esses cuidados.

- Se puder, leve uma bateria externa! E verifique no site a lista dos itens proibidos, para não passar raiva.

- Chegue cedo: se sua intenção é andar pela Cidade do Rock, aproveitar brinquedos, espaços especiais e as atrações dos diversos palcos, não faça como eu que fui pro Rio de Janeiro no dia e cheguei tarde. Vá antes, e chegue no local o quanto antes você conseguir.

- Se quiser ficar próximo ao palco, a dica é ir pela lateral. Nos intervalos dos shows muita gente sai, e a galera de trás vai chegando pra frente. Você precisa ir no fluxo! Se tiver com grupo de amigos, se segurem um nos outros. As pessoas vão se esmagando e é muito fácil se perder da galera. E se começarem a empurrar muito, a gente não pode desesperar. O aperto passa um pouco assim que o show começa, pois o pessoal para de tentar andar.

- Na saída do evento houve um pouco de tumulto, pois era um volume grande de pessoas saindo ao mesmo tempo. Vale a pena esperar uma meia hora para pegar um fluxo menor.

- E NÃO CUSTA LEMBRAR: COLOQUE A PULSEIRA SÓ NO DIA!!! Depois de colocada ela não sai do braço! Não faça como essa moça esperta do vídeo abaixo. Pelo menos ela conseguiu rir da situação! (vale o play pra rir! kkkkkkkkk)

Espero que o post tenha sido útil e que você tenha uma ótima experiência, como eu tive! A quem for, curtam muitoooo por mim! Não vou em 2019, mas quem sabe 2021 né?

Beijos!

#Cultura #Música #Flashback #Dicas #Viagem

0 visualização